Como a decoração afeta nosso Humor

A decoração de um ambiente afeta o humor e nossas sensações de maneira consciente e inconsciente. Podemos nos sentir de uma ou outra forma dependendo do espaço onde estamos, e esse sentimento irá determinar parte das nossas ações. Por isso planejar a ambientação com cuidado é importante, prestando atenção aos seguintes pontos:

– Escolha de materiais

Os diferentes materiais possuem características distintas quanto à textura, ao aspecto e à temperatura, podendo então deixar os espaços mais frios ou mais aconchegantes, mais imponentes ou acolhedores. Saiba mais sobre as sensações causadas pelos materiais aqui.

– Escolha de cores

Além de combinarem entre si ou não, podendo criar uma composição agradável ou então poluir o visual a ponto de fazer com que as pessoas se sintam mal no ambiente, cada cor tem também diferentes impactos psicológicos sobre nós, remetendo a pensamentos e estados de espírito variados como alegria, tranquilidade, agitação. Entenda melhor aqui.

– Organização

Um ambiente organizado deixa a energia dos ambientes mais fluida, pois o excesso de informações confunde e pesa visualmente, impedindo que a gente perceba os espaços como um todo e se sinta mais tranquilo. O excesso de informações deixa a mente agitada, com muitos pensamentos. E para gerar e manter a organização, é preciso tomar cuidados na hora de projetar, mantendo uma ordem nas peças e móveis em geral, e também durante o uso, mantendo a maior parte dos objetos soltos guardados dentro de armários ou caixas. (Veja também: “Dicas Criativas para Organizar o Escritório“)

– Facilidade de uso e circulação

A funcionalidade dos espaços, ou seja, as medidas adequadas de circulação, de ergonomia e o fácil manuseio de cada peça garantem a praticidade e o conforto no uso dos ambientes, evitando desgastes e irritações desnecessárias. Um restaurante com buffet, por exemplo, precisa de espaço para que as pessoas fiquem em volta da comida porém mantendo uma área livre para que os garçons e outras pessoas circulem livremente, enquanto uma cozinha precisa prever o uso por mais de uma pessoa ao mesmo tempo sem conflitos, além de facilitar o deslocamento entre um eletrodoméstico e outro. Um home office precisa ter espaço na bancada que seja suficiente para usar computadores e manusear papéis ou outros materiais, por exemplo, dependendo de cada caso, e dormitórios precisam ter espaços adequados de armazenagem para cada pessoa. Existe uma infinidade de preocupações que devem existir nesse sentido, e elas fazem total diferença para garantir que o ambiente seja utilizado com prazer.

– Posição dos móveis

Pode parecer mentira, mas a posição em que os móveis e peças são dispostos, quando interferem na posição em que iremos utilizá-los, podem induzir nosso comportamento a uma ou outra direção. Cadeiras dispostas de frente uma para as outra, por exemplo, tendem a alimentar confrontos enquanto cadeiras lado a lado estimulam um convívio mais pacífico, e assentos colocados em locais de passagem fazem com que as pessoas permaneçam sentadas por menos tempo do que em locais mais reservados e isolados.

Voltar